Bruno Henrique goleador. Veja os números da invencibilidade do Palmeiras

  • Autor: Nova Opinião - Data 15/05/2019

São 27 jogos sem perder, a maior série do clube na história do Brasileirão

Com a vitória de domingo por 2 a 0 sobre o Atlético-MG, em Belo Horizonte, o Palmeiras quebrou seu próprio recorde e chegou a 27 jogos sem perder no Campeonato Brasileiro, contando 2018.

O resultado na capital mineira derrubou uma marca que pertencia à equipe que ficou conhecida como Segunda Academia e engatou 26 partidas sem derrota entre 1972 e 1973.

Os números atuais tem, entre outros destaques, o aproveitamento de 100% dos pontos

como mandante.

São 14 vitórias em 14 jogos, incluindo três deles no Pacaembu, palco da partida de sábado contra o Santos. O duelo será no estádio municipal por conta da realização de um show na arena.

Veja abaixo todas as vitórias do Palmeiras como mandante:

29/07/2018 – Palmeiras 3 x 0 Paraná – Arena

12/08/2018 – Palmeiras 1 x 0 Vasco – Arena

19/08/2018 – Palmeiras 2 x 0 Botafogo – Arena

05/09/2018 – Palmeiras 2 x 0 Atlético-PR – Arena

09/09/2018 – Palmeiras 1 x 0 Corinthians – Arena

30/09/2018 – Palmeiras 3 x 1 Cruzeiro – Pacaembu

14/10/2018 – Palmeiras 2 x 0 Grêmio – Pacaembu

21/10/2018 – Palmeiras 2 x 1 Ceará – Pacaembu

03/11/2018 – Palmeiras 3 x 2 Santos – Arena

14/11/2018 – Palmeiras 3 x 0 Fluminense – Arena

21/11/2018 – Palmeiras 4 x 0 América-MG – Arena

02/12/2018 – Palmeiras 3 x 2 Vitória – Arena

28/04/2019 – Palmeiras 4 x 0 Fortaleza – Arena

04/05/2019 – Palmeiras 1 x 0 Internacional – Arena

A vitória sobre o Paraná, em julho do ano passado, foi a primeira depois da última derrota (1 a 0 para o Fluminense, em 25 de julho, no Maracanã). Dois dos três gols foram marcados por Bruno Henrique, que no último domingo voltou a balançar a rede duas vezes.

O volante fez nove dos 50 gols desse período de invencibilidade. Mais do que ele, apenas o centroavante Deyverson. O atacante Dudu e o meia Lucas Lima aparecem na sequência, com gols quatro gols cada.

Fonte: GloboEsporte

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião