Conab reabre posto em Sousa com 500 toneladas de milho para agricultores do Sertão da PB

  • Autor: Nova Opinião - Data 19/12/2017

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) reabre nessa segunda-feira (18), às 9h, o posto de atendimento no município de Sousa, Sertão da Paraíba. A ação foi uma uma articulação do deputado federal Wilson Filho (PTB) e vai contar com a presença do presidente nacional da Conab, Francisco Marcelo Rodrigues Bezerra. O prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (PSB), além de prefeitos e agricultores da região também participarão da cerimônia.

“Esse será um momento muito importante para os agricultores da região que agora terão o posto da Conab mais próximo. Antes, eles precisavam se deslocar, cerca de 200 km até Patos, para conseguir pegar sementes. Graças ao esforço do nosso mandato conseguimos que o município de Sousa voltasse contar com esse importante posto para incentivar os produtores rurais dessa localidade”, destacou o deputado.

Segundo Wilson Filho, a reabertura também só foi possível pela ação conjunta do Governo Estadual, do Município de Sousa e da própria Conab. “A união garantiu a reabertura desse posto. Nosso mandato esteve atento a todo esse processo que vai garantir mais funcionalidade aos agricultores locais”, disse.

O posto da Conab em Sousa será reaberto com 500 toneladas de milho que ficarão a disposição dos agricultores. O deputado Wilson Filho reforçou o convite a prefeitos, agricultores, sindicatos e associações para estarem presentes durante a entrega do posto da Conab. “É importante prestigiarmos essa iniciativa que só garante o fortalecimento da nossa agricultura no Sertão do Estado. Estou muito importante com essa conquista”, afirmou.

Entenda

Por determinação do Governo Federal, em setembro de 2013, a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB) suspendeu as atividades e distribuição de milho nas cidades de Sousa, Itaporanga e Catolé do Rocha.

Cerca de três mil agricultores de 24 municípios da região ficaram prejudicados com o fechamento do polo da CONAB.

O polo da CONAB vendia cerca de três mil toneladas de milho por mês, o quilo do milho era vendido a 0,18 centavos. “O Governo Federal cortou 10 bilhões de verbas que eram encaminhadas para os polos da CONAB de Sousa, Itaporanga e Catolé do Rocha. Por este motivo os trabalhos estão suspensos por tempo indeterminado”, disse Maria Daguia, técnica operacional da CONAB de Sousa.

No sertão, apenas a Unidade Armazenadora da CONAB na cidade de Patos continuará funcionando, e os agricultores terão que se deslocar até o município para conseguir o milho. “O gado está passando fome por causa da seca, não temos condições de ir até Patos, a situação agora vai ficar muito difícil”, declarou o agricultor Ananias Abrantes.

Fonte: Sertão Informado

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião