Com salários em atraso, funcionários municipais paralisam atividades nesta quarta; "É vergonhoso", dispara Júnior Araújo

  • Autor: Redação - Data 12/12/2017

Nesta quarta-feira (13), está programada uma paralisação de todos os Servidores e funcionários da Secretaria de Saúde do Município de Cajazeiras pela falta de pagamento do mês de novembro/2017.

Ontem, a presidente do Sindicato Elinete Lourenco manteve reunião com algumas categorias, incluindo a saúde para a mobilização, ressalvando no então o funcionamento dos 30% dos serviços essenciais que determina a lei.

De acordo com o Sindicato dos Servidores o atraso salarial já foi discutido com o Secretario Thiago Macambira, e não foi repassada nenhuma previsão de pagamento. “O dinheiro chega nesta quarta. Se tiver alguma tabela, então daremos novos encaminhamentos, mas por enquanto prevalece o que foi discutido na assembleia que é pela paralisação nesta quarta”.

O ex-vice-prefeito de Cajazeiras, Júnior Araújo (Avante) disse ao Portal REPORTERPB que Cajazeiras vivencia “o verdadeiro caos administrativo”.

- Já passamos do dia 10 de dezembro, os funcionários estão reivindicado, sem data para receber. Quem trabalha quer receber, mas a insensibilidade, a falta de planejamento, falta de compromisso da atual gestão com o que tem mais sagrado que é o funcionário público de Cajazeiras é algo vergonhoso, assegurou.

O ex-vice-prefeito também relatou que o assunto é “vetado” nas Emissoras de Rádio local, mas os funcionários invadiram as redes sociais para denunciar. “Através das redes sociais, fazem cobranças, ou através das Rádios, quando conseguem participações. A gente lamenta por que existem pessoas que dependem exclusivamente destes salários para honrar seus compromissos, e até mesmo as necessidades mais simples”, completou.

Júnior Araújo lamentou a “triste realidade” hoje em Cajazeiras com atraso salarial dos Servidores por parte da Gestão do Prefeito José Aldemir. “A gente presta total e plena solidariedade, por que comprova o que já sabíamos a falta de compromisso, falta de planejamento da atual Gestão, e agora o Sindicato toma de forma desesperada essa atitude de fazer essa paralisação no intuito de tentar sensibilizar o prefeito e seus auxiliares para que possam fazer o que é de direito”.

Diante do quadro de atraso de pagamento, Júnior Araújo trouxe a lembrança dos Cajazeirenses promessas de campanha do prefeito José Aldemir, quando “disse que pagaria os funcionários dentro do mês trabalhado, e na prática, o que estamos vendo é o funcionário público se humilhando os seus salários em Cajazeiras. É lamentável, é vergonhoso. A gente pede que o prefeito tenha a sensibilidade necessária para fazer aquilo que todos nós esperamos de um Gestor, especialmente o servidor público que trabalha 30 dias para receber seu salário no final do mês. Aqui em Cajazeiras está trabalhando, 40, 50 dias para receber o salário que é algo vergonhoso”, finalizou.

Fonte: Repórter PB

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião