Cuca passa confiança a substitutos e trabalha cobertura de Zé Roberto

  • Autor: Nova Opinião - Data 30/09/2017

O Palmeiras terá apenas duas mudanças em relação ao time que venceu o Fluminense, no último domingo, no Maracanã. Suspensos, Egídio e Edu Dracena darão lugar a Zé Roberto e Luan na partida contra o Santos, e a dupla recebeu a confiança do técnico Cuca, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Academia de Futebol.

“Quando você perde jogadores, naturalmente precisa trabalhar as peças de reposição e essas passam confiança de que vão fazer um bom jogo”, disse o treinador, que não conta com Michel Bastos, que se recupera de lesão. Além disso, Juninho, que poderia exercer a função, irá atuar na zaga.

Apesar da certeza de que Luan e Zé Roberto terão um bom desempenho, Cuca já havia dito que não gostaria mais de escalar o veterano na lateral-esquerda. Em sua última partida na ala, o camisa 11 participou dos 90 minutos da derrota por 1 a 0 contra o Atlético-PR, sofrida no dia 6 de agosto, no Palestra Itália – na ocasião, os titulares foram poupados para a Copa Libertadores.

“O Zé é experiente, conhece muito bem os atalhos do campo. Temos a opção de cobertura, tanto atrás como do lado, estamos preparados. Claro que do outro lado temos um adversário que também trabalha para surpreender. Mas é justamente por isso que é legal, é uma luta de estratégias, de controle de jogo. Acho que, em um apanhado geral, as coisas pequenas vão fazer a diferença”, completou o comandante.

O sistema defensivo é justamente a maior preocupação alviverde para o clássico. O próprio lateral-esquerdo afirmou que está pronto para correr atrás dos jovens atacantes do Santos, mas a comissão técnica palmeirense preparou um sistema de cobertura para anular o ataque alvinegro em cima do veterano.

“Para fazermos essa cobertura, entram as peças que você movimenta. Não vamos pedir para o Dudu fazer isso. Por isso temos jogadores importantes para essa função. O Dudu subiu de rendimento justamente por ficar mais à vontade na recomposição. Vamos fazer isso pelo lado, seja no lado de velocidade do Santos ou na referência. Já temos tudo bem trabalhado”, completou o comandante alviverde, sem dar detalhes de seu sistema defensivo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião