Idosa chora ao contar que voltou a andar graças a um milagre de padroeira da região de Cajazeiras

  • Autor: Nova Opinião - Data 09/09/2017

A devoção aos santos da Igreja Católica é uma das principais marcas culturais do Nordeste brasileiro, e isso se intensifica ainda mais nas cidades do interior. O município de Bernardino Batista, por exemplo, que fica no Sertão paraibano, a 580 km da capital João Pessoa, tem como padroeira Nossa Senhora dos Milagres, santa a quem alguns fiéis atribuem graças alcançadas.

É o caso da professora aposentada Maria Zilar da Silva, de 69 anos. Católica praticante desde criança, hoje ela comemora o fato de poder se dedicar à igreja e à santa padroeira de Bernardino Batista por muito mais tempo durante o dia, já que não precisa mais trabalhar. Dona Maria acredita que foram sua fé e devoção que a livraram de ficar impossibilitada de andar.

Emocionada, a idosa conta que há cinco anos sofreu um grave acidente doméstico e teve fraturas na bacia, colocando-a em risco de não ter mais os movimentos da cintura para baixo. No entanto, ela sequer precisou passar por cirurgias e acabou se recuperando plenamente. Dona Maria atribui sua cura a um milagre de Deus por intermédio de Nossa Senhora dos Milagres. “Abaixo de Deus e de Nossa Senhora dos Milagres, não foi preciso cirurgia e eu hoje estou andando”, celebra.

Atualmente ministra extraordinária da Eucaristia na Paróquia de Nossa Senhora dos Milagres, dona Maria dedica-se à igreja religiosa e socialmente. Para os fiéis ela deixa a simples mensagem: “Que Deus aumente cada vez mais a nossa fé, porque sem Jesus nós não somos nada”.

Fonte: Diário do Sertão

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião