Tite não vê problema em mudança tática de Neymar no PSG

  • Autor: Nova Opinião - Data 31/08/2017

Contra o Equador, na noite desta quinta-feira, na Arena do Grêmio, Neymar será comandado por Tite pela primeira vez como jogador do Paris Saint-Germain. No novo clube, o atacante ganhou liberdade em campo e não tem atuado mais preso à ponta esquerda, como fazia no Barcelona.

Para Tite, a mudança não trará consequências à Seleção Brasileira. O técnico acha que o jogador pode ser útil à sua equipe nas duas funções. “Se a pergunta é tática, a resposta é tática”, avisou, como gosta de fazer, antes de lembrar que o posicionamento de Neymar no PSG não é novidade.

“O Neymar se sente à vontade na amplitude do campo, como no Barcelona, ou com liberdade para rodar, como já tinha feito no Santos do Muricy Ramalho. Lembro que, quando jogamos contra o Santos do Adilson Batista, ele usou o Neymar do lado direito. Ali, ele não se sente à vontade”, disse Tite.

Na Seleção, portanto, Neymar só não será visto na ponta direita. “Ele precisa estar onde se sente bem. Aqui, ele tem, sim, a liberdade de jogar por fora ou por dentro. Não dá para dizer como será bom jogar, mas haverá liberdade”, afirmou o comandante da Seleção Brasileira.

Tite ainda lembrou que muitos jogadores assumem posturas táticas diferentes quando estão sob o seu comando. É o caso do lateral esquerdo Marcelo, do Real Madrid. “O Marcelo joga de maneira diferente aqui. No Real, os dois laterais ficam abertos. Aqui, se um avança pelo lado, o outro vem para o meio”, comentou.

Fonte: Gazeta Esportiva

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião