Nova Opinião - Vida Inteligente Na Internet


Cuca responde à torcida e promete vontade por Libertadores

  • Autor: Nova Opinião - Data 23/08/2017

O versátil Jean concederia entrevista após o treino desta terça-feira, mas Cuca resolveu tomar a palavra no mesmo dia em que a Mancha Alvi Verde, principal organizada do clube, pediu sua saída imediata. Além de reiterar o plano de cumprir o contrato até o fim, o técnico prometeu empenho na luta por uma vaga na Copa Libertadores 2018.

Por meio de um comunicado oficial, a organizada lembrou as eliminações na Copa do Brasil e na Copa Libertadores, além da campanha decepcionante no Campeonato Brasileiro. Cobrando o presidente Maurício Galiotte, a torcida pediu a demissão de Cuca.

“Perguntam: por que você ainda não saiu do Palmeiras? Ainda não saí e não saio porque confio que o trabalho vai vingar, mesmo tendo sido eliminado na Libertadores nos pênaltis e do empate por 4 a 4 com o Cruzeiro (na Copa do Brasil). Creio ainda que esses jogadores podem fazer grandes jogos e atingir o objetivo do ano”, afirmou.

Cuca está vinculado ao Palmeiras até o final da temporada de 2018 e diz não ter multa rescisória em caso de demissão. Com uma desvantagem significativa em relação ao Corinthians no Campeonato Brasileiro, o técnico colocou como objetivo encerrar o torneio na zona de classificação para a edição do ano que vem da Copa Libertadores.

“A vaga pode ser entre o quarto e o primeiro lugar. O primeiro, pelos pontos do Corinthians, está difícil. Seria a terceira Libertadores seguida do Palmeiras. Quem sabe, podemos no ano que vem fazer uma campanha melhor do que nos últimos dois anos e buscar o título”, projetou.

Durante sua entrevista, mesmo sem ser questionado diretamente sobre o assunto, o técnico teve o cuidado de absolver o presidente Maurício Galiotte e o diretor de futebol Alexandre Mattos. Ele ainda assegurou que não está abatido, contrariando o manifesto da organizada.

Fonte: Gazeta Esportiva

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião