Belo, Atlético-PB e Sousa vencem no Paraibano; Auto e Inter empatam sem gols

  • Autor: Nova Opinião - Data 16/02/2017

Quatro jogos agitaram a oitava rodada do Campeonato Paraibano na noite desta quarta-feira (15). Um dos destaques foi o confronto entre Botafogo-PB e Treze, no estádio Amigão, em Campina Grande, que terminou com vitória do Belo por 1 a 0. Em João Pessoa, o CSP foi derrotado pelo Sousa por 2 a 0, no Almeidão, e Auto Esporte e Internacional-PB empataram sem gols, no Tomazão. Em Cajazeiras, no Sertão da Paraíba, a 468 km da Capital, o Atlético confirmou boa fase e venceu o Serrano por 1 a 0.

Treze 0 x 1 Botafogo-PB

O jogo começou com pressão do Galo, que tinha mais a posse de bola e tomava a iniciativa de partir para o ataque. O Botafogo, por sua vez, se fechava. O Treze dominava o centro do campo, enquanto o Bota tomava conta das laterais.

Mesmo pressionado, o Belo abriu o placar aos 41 minutos do primeiro tempo, com gol de Luiz Paulo. O lateral-esquerdo arriscou chute de muito longe, de perna esquerda. A bola saiu rasteira, Bruno Fuso se esticou, mas não conseguiu defender.

No segundo tempo, o Treze voltou melhor e seguiu pressionando, mas, esbarrando em boas defesas do goleiro do Belo, Michel Alves, não conseguiu empatar.

Auto Esporte 0 x 0 Internacional-PB

Em partida com poucas oportunidades de mudar o marcador, apenas no segundo tempo houve chances de gol. Aos oito minutos, Léo Lima, do Auto, arriscou de fora da área, mas o goleiro Adson salvou para o Internacional. No minuto seguinte, o arqueiro foi novamente exigido. Deivid cobrou falta e Fábio Bilica cabeceou, mas Adson fez grande defesa.

Aos 40 minutos, Adson, mais uma vez defendeu o Inter. Van Baster chutou na marca do pênalti, de frente para o gol, mas o goleiro não deixou a bola passar.

Atlético-PB 1 x 0 Serrano

O placar foi modificado já no início do jogo. Aos oito minutos, Gabriel Tchê Tchê deixou Mosquito na cara do gol e o atacante do Atlético foi derrubado na área do Serrano. O árbitro marcou pênalti. O meia Gustavo Rato fez a cobrança e bateu no canto direito de Rafael Copetti para deixar o Trovão Azul em vantagem.

O Atlético seguiu com mais volume de jogo e chegava fácil ao ataque, enquanto o Serrano só ameaçava em cobranças de falta. O primeiro tempo teve muitas chances criadas pelo Trovão, mas falhas nas finalizações impediram novos gols.

O Serrano só tentou reagir aos 48 minutos do segundo tempo. O time chegou com perigo e Gérson, goleiro do Atlético, faz uma grande defesa para impedir o empate.

CSP 0 x 2 Sousa

O placar só foi modificado no segundo tempo, aos três minutos, com André Cassaco marcando para o Dinossauro. Sueliton falhou, perdeu a bola na área, Gilmar aproveitou a bobeada, dominou a bola e rolou para Cassaco definir.

Aos 44 minutos, o Sousa ainda ampliou a diferença. A defesa do Tigre bobeou e a bola caiu no pé de Eder. Ele chutou colocado no canto direito, sem chances para o arqueiro do CSP.

Fonte: Portal Correio

Desenvolvido por Quick Tecnologia
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião