CFO da Polícia Militar será divulgado na primeira quinzena de fevereiro

  • Autor: Nova Opinião - Data 30/01/2017

A Polícia Militar vai divulgar o resultado da primeira etapa para o Curso de Formação de Oficiais até o dia 10 de fevereiro. A fase tem como base as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, que teve o resultado divulgado na quarta-feira (18), conforme informou o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Segundo informações da capitã Carla Marques, da comissão de divulgação do concurso, o espaço de tempo entre a divulgação do Enem e da lista de classificados na primeira etapa do CFO é para que a corporação possa fazer a triagem das notas e elaborar a ordem de classificação dos candidatos. “Essa triagem é feita quando o Inep libera o acesso às notas para as instituições, o que ocorreu no dia 28 de janeiro. A partir daí, a Polícia Militar começa a selecionar as notas dos candidatos e define a ordem de classificação para ser divulgada no site da PM e no Diário Oficial”, comentou.

A próxima fase do concurso é o exame psicológico e deve ser realizado na primeira semana de março, conforme previsão da comissão do concurso. Serão considerados habilitados os candidatos classificados em até quatro vezes o número de vagas oferecidas. As próximas etapas (psicológica, de saúde e de aptidão física) são eliminatórias, ou seja, o candidato que for considerado inapto em qualquer uma delas estará imediatamente eliminado e não poderá participar da próxima fase.

Concorrência aumentou - Este ano, 6.975 candidatos concorrem a uma das 25 vagas para candidatos do sexo masculino e 1.907 para uma das 5 vagas do feminino. No ano passado, foram 5.878 do sexo masculino e 1.431 do feminino, concorrendo ao mesmo número de vagas (25 para homens e 5 para mulheres).

Para saber mais detalhes sobre as próximas fases, o candidato deve acessar o site da Polícia Militar e consultar o edital, que está disponível na parte de informações e concursos.

Fonte: PMPB

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião