Justiça belga indicia duas novas pessoas vinculadas a atentados de Paris

  • Autor: Nova Opinião - Data 12/01/2017

A Justiça belga indiciou um homem e uma mulher por vínculos com o atentado de Paris de novembro de 2015 que deixou 130 mortos, indicou nesta quinta-feira (12) o Ministério Público federal belga.

Ambos são "acusados de terem fornecido a Khalid El Bakraoui documentos falsos utilizados durante a preparação dos atentados de Paris", explicou o Ministério Público em um comunicado, sem divulgar mais detalhes.

O juiz decretou prisão preventiva para o homem, também acusado de "participação em atividades de um grupo terrorista", enquanto colocou em liberdade provisória a mulher.

Khalid El Bakraoui é um dos três terroristas suicidas que detonaram seus explosivos durante os atentados de Bruxelas de 22 de março de 2016 (32 mortos), ataques lançados pela mesma célula extremista que realizou o ataque em Paris cerca de quatro meses antes.

Desde novembro de 2015, 20 pessoas foram indiciadas na Bélgica no âmbito das investigações dos atentados de Paris, organizados neste reino europeu.

Entre os acusados figuram os que ajudaram em sua fuga o único sobrevivente do ataque na capital francesa, Salah Abdeslam, que se encontra preso na França após sua detenção em 18 de março de 2016 no distrito de Bruxelas de Molenbeek.

 

Fonte: G1

Desenvolvido por Quick Tecnologia
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião