Polícia prende grupo suspeito de assaltar Kim Kardashian em Paris

  • Autor: Nova Opinião - Data 09/01/2017

Uma operação policial prendeu 16 pessoas por suspeita de conexão com o assalto à mão armada contra Kim Kardashian, ocorrido em outubro do ano passado em um hotel de Paris. Segundo a rádio france 'Europe 1', as prisões ocorreram no início da manhã de segunda-feira (9) no horário local e foram simultâneas em vários locais da França, principalmente na região de Paris.

Ainda de acordo com a rádio, os detidos são acusados dos crimes de assalto à mão armada, sequestro e associação criminosa e o período de custódia é de até 96 horas. A rádio informa também que alguns dos detidos são conhecidos da polícia e que o mais velho teria cerca de 60 anos.

A investigação conseguiu chegar até eles após várias pistas, sendo uma delas uma impressão digital encontrada na cena do crime e também um pingente achado nas imediações do hotel.

O assalto

O assalto aconteceu na madrugada do dia 2 de outubro em uma discreta residência de luxo, no hotel de Pourtalès, perto da igreja de Madeleine, em um elegante bairro da capital francesa. Os ladrões fugiram levando cerca de 9 milhões de euros em joias.

Os cinco homens estavam armados e vestidos de policiais. Depois de atacar o segurança, três deles permaneceram vigiando, e dois subiram ao apartamento da estrela, contou uma fonte próxima ao caso. Apontaram uma arma contra sua cabeça e trancaram-na no banheiro, após tê-la amordaçado e amarrado com fita adesiva. Além de Kardashian e do segurança, uma estilista da estrela da televisão também estava no imóvel.

Segundo a investigação preliminar, Kim Kardashian conseguiu se desamarrar e chamar seu segurança por telefone.

Fonte: G1

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião