‘Que é isso? Meu Deus’, diz pastor ao testemunhar ataque contra o apóstolo Valdemiro Santiago

  • Autor: Nova Opinião - Data 08/01/2017

Um vídeo postado pelo pastor Wallace Martins, da Igreja Mundial do Poder de Deus, mostra o momento em que outro pastor, Valdemiro Santiago, é socorrido após ter levado uma facada no pescoço durante um culto no templo do Brás, região central de São Paulo.

“Que é isso?”, diz Martins, após interromper a pregação e se virar para trás para ver Valdemiro sendo retirado por quatro homens da igreja. “Meu Deus… Meu Deus.. Cadê os seguranças aí, né?’, afirma Martins.

Assim que Valdemiro é retirado, Martins retoma a pregação. “É gente, isso é o poder de Deus”.

O ataque ocorreu por volta das 8h deste domingo. O agressor foi o ajudante-geral Jonathan Gomes Higino, de 20 anos, que estava na fila para receber as bênçãos do pastor. Ao chegar perto, atacou-o com três golpes, atingindo pescoço e costas com uma faca de 35 centímetros.

O próprio Valdemiro, que é o principal líder da igreja, gravou um vídeo nas redes sociais, direto do hospital, falando sobre o ocorrido.

O pastor foi hospitalizado e passou por cirurgia. Ele levou cerca de 20 pontos e não corre risco de vida. O homem que o atacou foi preso em flagrante, segundo informações do 8º Distrito Policial (Brás), com um facão. Sua identidade não foi revelada.

Agora, irá responder por tentativa de homicídio. “Eu estava impondo as mãos, acabando de ouvir um milagre, um testemunho, e entrou alguém por trás, não sei, não vi quem era, e deu uma facada no pescoço, ou uma navalha, não sei”, explicou o pastor em vídeo. O apóstolo afirmou que voltará a pregar. “Orem por mim”, pediu Valdemiro. “Eu perdoo a pessoa que fez isso.”

Veja o vídeo:

O missionário Ricardo Arruda, deputado estadual do Paraná pelo DEM, postou uma foto em que mostra o corte no pescoço do pastor Valdemiro, o momento em que ele leva os 20 pontos e o facão deixado pelo agressor, que não foi identificado.

“Estou chocado com o que aconteceu. Já sofremos diversos ataques e das mais diversas formas, mas agora a violência empregada ultrapassou os limites”, disse o deputado.

0
1
2

Fonte: Veja Online

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião