2016: Cerca de quatro milhões de pessoas estiveram com o Papa no Vaticano

  • Autor: Nova Opinião - Data 29/12/2016

A Santa Sé revelou hoje que cerca de quatro milhões de pessoas (3.952.140) estiveram com o Papa no Vaticano, em diversas celebrações e encontros, ao longo de 2016.

Os dados divulgados pela Prefeitura da Casa Pontifícia, e veiculados pela Rádio Vaticano, referem-se às audiências públicas de quarta-feira, audiências especiais, oração do ângelus e ‘regina coeli’, celebrações litúrgicas na Basílica e na Praça de São Pedro.

Dizem ainda respeito às 11 audiências jubilares que Francisco promoveu no âmbito do Ano Santo da Misericórdia.

A Santa Sé realça que estes são números “aproximados, calculados com base nas solicitações que chegam à Prefeitura para participar em eventos, nos bilhetes que foram distribuídos gratuitamente, e em “estimativas das presenças” nas celebrações da Praça de São Pedro.

De acordo com o Vaticano, o período de maior afluência de visitantes e peregrinos registou-se nos meses de março, com a Semana Santa, e em setembro, durante a canonização de Santa Madre Teresa de Calcutá.

O balanço hoje publicado não inclui as atividades do Papa Francisco fora do Vaticano, quer em Itália quer no plano internacional.

Ao longo de 2016, Francisco promoveu várias visitas à Diocese de Roma e a outras regiões italianas, como Assis onde esteve por duas vezes.

Realizou ainda viagens apostólicas a diversos países, como o México, a Arménia, a Polónia, a Geórgia, o Azerbaijão e a Suécia, e deslocou-se à ilha grega de Lesbos, para estar com pessoas em situação de refugiadas.

Recorde-se que, antes da viagem ao México, o Papa argentino fez também uma escala em Cuba onde se encontrou com o patriarca ortodoxo de Moscovo, Cirilo.

De acordo com os dados estatísticos divulgados pela Santa Sé, em 2015 as cerimónias no Vaticano contaram com a presença de cerca de 3,2 milhões de pessoas, enquanto em 2014 foram perto de 6 milhões.

Fonte: JCP

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião