Faculdade São Francisco, de Cajazeiras, esclarece ação do MPF e informou ter sido vítima de golpista

  • Autor: Nova Opinião - Data 20/12/2016

A Faculdade São Francisco da Paraíba-FASP, de Cajazeiras, esclareceu na tarde desta terça-feira (20), uma informação de que a instituição teria sido condenada pela justiça federal pelo fornecimento irregular de diplomas.

Segundo matérias veiculadas na imprensa sertaneja, a FASP teria mantido convenio com o Centro de Ensino, Pesquisa e Inovação (CENPI) para fornecer os diplomas dos cursos superiores e de pós-graduação ofertados por essa suposta instituição a diversos alunos. Entretanto, o CENPI não teria autorização e reconhecimento do MEC para atuação como Instituição de Ensino Superior.

Em contato com a reportagem do Portal Nova Opinião, o coordenador do curso de Direito da FASP, o advogado Dr. Joaquim Cavalcante, informou que a Faculdade também foi vítima neste caso e não manteve nenhum convênio com o respectivo instituto.

Joaquim Cavalcante ainda utilizou-se das redes sociais para comentar e esclarecer o assunto: “Um cidadão, Nico Bolema, usou o nome da FASP como se fosse parceira dele, sem que fosse verdade, para ofertar cursos. Fez isso com diversas faculdades. Ele enganou os alunos e foi preso. A FASP ganhou três ações sobre o mesmo tema, falta esta. A instituição irá tomar todas as medidas legais para que, neste caso, a verdade seja restabelecida”, falou Dr. Joaquim.

Ainda segundo o Coordenador, a FASP goza de bastante credibilidade em toda a região e conta com todos os seus cursos superiores autorizados ou reconhecidos pelo MEC.

Fonte:

Desenvolvido por Quick
Todos os direitos reservados ao portal Nova Opinião